Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais

Por décadas, os edifícios comerciais contam com sistemas de fios e cabos que atendem às necessidades de energia elétrica e telefonia dos usuários. Outros sistemas de cabos são empregados nos prédios comerciais para os seguintes serviços:

- controle de temperatura ambiente (ar condicionados);

- iluminação normal e de emergência;

- sensores de incêndio; e

- sistemas de alarme, entre outros sistemas de automação predial.

Inicialmente, os vários sistemas de cabos existentes nos edifícios comerciais eram simples e cada serviço era implantado em um sistema de cabeamento independente.

Com o avanço tecnológico das redes de comunicação, novos requisitos foram estabelecidos para edifícios comerciais, de modo a facilitar o gerenciamento e servir à automação de negócios e necessidades de telecomunicações dos usuários. As tecnologias modernas de telecomunicações oferecem a capacidade de multiplexar voz, dados, imagem e sinais de vídeo, em um único sinal digital tal que dados, fax e vídeo possam ser integrados em um formato capaz de atender às diversas aplicações multimídia dos usuários. Isso gerou a necessidade de maiores taxas de transferências de informações, distribuição dos sistemas de telecomunicações pelo prédio e conexão das redes locais às redes externas de banda larga. A evolução do conceito de edifícios inteligentes, que utiliza o processamento avançado de informações nos sistemas de automação e gerenciamento predial, trouxe a necessidade de serviços de comunicação para prover a integração e controle desses sistemas.

Hoje os edifícios devem oferecer infraestrutura para os sistemas de cabos e fios com as facilidades de interconexão dentro do prédio e entre prédios, para um melhor e mais eficiente gerenciamento dos processos de automação predial, além da distribuição de facilidades de telecomunicações internas e externas, incluindo voz, dados e imagem. Os prédios devem ter também infraestrutura para interconexões em LAN e WAN e redes públicas de telefonia.

Podemos destacar os seguintes serviços de comunicação que devem ser oferecidos e suportados pela infraestrutura de cabeamento dos modernos edifícios comerciais:

  • Gerenciamento de comunicações do prédio (controle e gerenciamento de energia elétrica e sistemas de climatização e iluminação).

  • Segurança (sensores de incêndio e alarme, controle de acesso de pessoas; sistemas de emergência e de intercomunicação e controle de elevadores).

  • Comunicação entre estações de trabalho e hosts ou servidores.

  • Conectividade com LAN e WAN e telefonia pública (correio eletrônico, grupos de trabalho, videoconferência, compartilhamento de arquivos e bases de dados e comunicação de voz).

  • Sistemas de vídeo (distribuição de TV comum e TV a cabo e serviços interativos, como videoconferência, TV a cabo interativa, serviço de quarto em hotéis e monitoramento de pacientes em hospitais).

  • Telecomunicações (discagem direta a ramal, conexão à rede pública de telefonia e a outros serviços públicos, conexão a WAN, correio de voz e serviços de fax).

Os sistemas de automação ou gerenciamento predial incluem o gerenciamento de energia elétrica e sistemas de segurança e controle. Esses sistemas mantêm o ambiente de trabalho agradável, aumentam a segurança e facilitam a utilização da energia elétrica pelo edifício. Sensores estrategicamente distribuídos pelo prédio podem medir as temperaturas internas dos ambientes e seus níveis de dióxido de carbono. Dependendo dos valores encontrados, o sistema de climatização pode entrar em operação para regular a qualidade do ar nesses ambientes.

Caso alguns usuários do prédio necessitem trabalhar além do horário normal em uma área particular, eles podem se comunicar com o sistema de gerenciamento e manutenção do edifício e determinar que as condições ambientais de trabalho sejam mantidas naquela área pelo período desejado. Outros sensores de presença podem ser utilizados para controlar a iluminação dos ambientes, dependendo da presença de pessoas. Os sistemas de segurança precisam de comunicação interna para transmitir os dados em relação a incêndio, fumaça, vazamento de gases venenosos, entre outros, coletados pelos sensores específicos e enviados aos sistemas de controle, de modo que alarmes possam ser acionados, áreas dos prédios isoladas, elevadores desligados, etc., para que a evacuação do edifício possa acontecer em tempo hábil e de forma segura. Esses sistemas também podem ser interligados com instituições de emergência, como polícia, corpo de bombeiros e hospitais.


Os computadores pessoais se tornaram ferramentas indispensáveis em qualquer ramo de atividade. Praticamente, há um computador em cada mesa de trabalho de uma empresa. Assim, os edifícios inteligentes precisam ser dotados de infraestrutura de conexão LAN, que deve estar conectada a uma WAN. Os sistemas de vídeo são determinados pela classe de um edifício como escritórios, hospitais, hotéis, universidades, shopping centers e indústrias. Dependendo da classee, um ou outro serviço de vídeo será necessário. No entanto, sistemas de TV, TV por assinatura e videoconferência são os mais utilizados. Há um grande número de edifícios modernos não concebidos no conceito de edifício inteligente. Esses prédios têm sistemas de cabo completamente separados para os diversos sistemas envolvidos.

A proposta do edifício inteligente é transmitir todos os sinais de baixa tensão dos diversos sistemas existentes no prédio no formato digital e integrar os serviços de telecomunicações em um único sistema que utilize uma infraestrutura comum de cabos.


ABRANTES FILHO, A. Instalação e organização de cabeamento estruturado. RTI (Redes, Telecom e Instalações), ano 15, n.168, p. 34, mai., 2014

#ERSTELECOM #CabeamentoEstruturado

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square